Abertura da campanha de vacinação contra a Febre Aftosa 2017

Na manhã deste sábado (06/05) a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano realizou a abertura oficial da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, que acontecerá durante todo o mês de maio.

O evento de abertura aconteceu na comunidade Lagoa dos Rodrigues. Além dos profissionais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano, a solenidade contou com a presença do vice-prefeito de Maturéia, Alexandre Alves, o Secretário Municipal de Saúde, Bruno Wanderley, o Diretor de Agricultura e Recursos Hídricos, Jurandir Alves, Vereadores Municipais, lideres de associações comunitárias, além de agricultores e criadores de bovinos.

A Febre aftosa é uma doença provocada por vírus que afeta principalmente bovinos, suínos, ovinos e caprinos, causando febre, pequenas bolhas que posteriormente se tornam em feridas na boca e nas patas dos animais, que deixam de andar e de se alimentar, emagrecendo rapidamente. A campanha de vacinação no rebanho de bovinos tem o objetivo de proteger e livrar os animais dessa doença.

O evento de abertura teve o propósito de apresentar aos criadores a primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa e discutir os sintomas da doença, os danos que poder causar aos animais a e forma como dever ser manuseada e aplicada a vacina.

Para essa primeira etapa da campanha, segundo o Secretário municipal de Desenvolvimento Humano, Romero Firmino, serão investidos mais de sete mil reais para realização da campanha de vacinação contra a febre aftosa no município de Maturéia, o valor será investido na compra de vacinas, equipamentos e pagamento dos vacinadores.

Um calendário de vacinação foi organizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano para a aplicação da vacina. Durante cada semana do mês de Maio, os dois vacinadores do município irão vacinar o rebanho em uma determinada região na casa ou propriedade de cada criador.

“Queremos uma Maturéia livre de aftosa. E que nossos criadores possam criar seus rebanhos saudáveis. O rebanho do município sendo 100% vacinado teremos carne de mais qualidade para o consumo.”, ressaltou Romero.