Imagem

 

Neste mês de março é realizado o movimento anual “Março Lilás”, dedicado à conscientização sobre a importância da prevenção e combate ao câncer de colo do útero.

O câncer do colo do útero, também chamado de câncer cervical, é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano - HPV (chamados de tipos oncogênicos).

O câncer do colo do útero é uma doença de desenvolvimento lento, que pode não apresentar sintomas em fase inicial. Nos casos mais avançados, pode evoluir para sangramento vaginal intermitente (que vai e volta) ou após a relação sexual, secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais.

Início precoce da atividade sexual e múltiplos parceiros; tabagismo (a doença está diretamente relacionada à quantidade de cigarros fumados), e o uso prolongado de pílulas anticoncepcionais estão entre os fatores que aumentam o risco do câncer de colo do útero.

O exame preventivo do câncer do colo do útero (Papanicolau) é a principal estratégia para detectar sinais da doença e fazer o diagnóstico precoce. O exame pode ser feito na Unidade Municipal de Saúde, e sua realização periódica permite reduzir a ocorrência e a mortalidade pela doença.

 

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (INCA)