Imagem

 

A Campanha de Vacinação contra a Febre aftosa 2022 será iniciada no próximo mês. A primeira etapa será em maio, com a vacinação de bovinos de todas as idades, e a segunda etapa será em novembro, com a vacinação de bovinos com idade até 24 meses.

A vacinação no município será organizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e o Departamento de Agricultura. A data para a realização da vacinação será definida pela Secretaria de Desenvolvimento e divulgada em breve. A Secretaria também está preparando um sorteio de um bode doado pela Prefeitura Municipal para os produtores que irão vacinar seus animais.

Além de vacinar o rebanho, o produtor deve também declarar ao órgão de Defesa sanitária animal do Estado sobre a vacinação dos animais. Os vacinadores irão preencher um formulário que será encaminhado à Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (EMPAER) para declarar a vacinação dos bovinos, não sendo necessário que o criador se desloque até à Empaer para declarar a imunização de seu rebanho.

 

 O que é febre aftosa?

Febre aftosa é uma doença infecciosa aguda que causa febre, seguida pelo aparecimento de vesículas (aftas) – principalmente na boca e nos pés de animais de casco fendido. A doença é causada por um vírus do qual existem 7 tipos, que produzem sinais clínicos similares.

A doença afeta bovinos, bubalinos, caprinos, ovinos e suínos e traz prejuízos e restrições na comercialização de produtos pecuários. Os principais sinais clínicos são aftas (vesículas) na boca ou nos pés e outros sinais, os quais podem incluir: Bovinos – Febre, inquietação, salivação (babeira), dificuldade de mastigar e engolir alimentos, tremores, queda da produção de leite, dor nos tetos ao ordenhar ou amamentar, ferimentos nos pés e manqueira. O animal pode parar de ingerir alimentos e água, e tende a ficar isolado no pasto e posteriormente deitar.

 O vírus está presente em grande quantidade no fluido das vesículas e também pode ocorrer na saliva, no leite e nas fezes dos animais afetados. A contaminação de qualquer objeto com qualquer dessas fontes de infecção, é uma fonte de transmissão de um rebanho o outro.

 

Fonte: www.gov.br/agricultura