Imagem

 

O Programa Mais Pecuária Brasil será desenvolvido em Matureia para implantação de tecnologia de inseminação artificial gratuita em bovinos. O programa contribui para o crescimento socioeconômico de agropecuaristas familiares e da bovinocultura nacional, com objetivo de aumentar, de forma sustentável, a produtividade da pecuária bovina de leite e de corte.

O programa foi apresentado aos criadores municipais neste sábado (14), pela técnica responsável do município para programa e estudante de Medicina Veterinária, Clara Jerônimo, que explicou todo o processo de desenvolvimento do programa no município. O Secretário Municipal de Desenvolvimento, Jackes Rodrigues, e a representante municipal da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), Zenaide Firmino, também participaram da apresentação do programa.

 

O Mais Pecuária Brasil foi criado pela Confederação Nacional de Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais (CONAFER), em parceria com a empresa de tecnologia de inseminação artificial Alta Genetics, para o desenvolvimento dos rebanhos bovinos de corte e leite dos pequenos produtores do Brasil, garantindo acesso à tecnologia genética para aumento da produção do rebanho.  Por meio de acordo de cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano, a CONAFER irá fazer a doação de doses de sêmens das raças nelore, sindi e girolando, além de insumos aos bovinocultores por um período de 4 anos.

Os pequenos produtores que irão participar do programa precisam atender aos requisitos exigidos para a seleção, como as condições sanitárias e os cuidados relacionados à nutrição do rebanho, estrutura e escore corporal das vacas, e o estado geral de saúde do rebanho. Os produtores credenciados receberão orientações e instruções pela equipe técnica de especialistas da CONAFER, desde a inseminação até a concepção do embrião.

Para participar, o criador deve realizar o cadastramento no programa, que será iniciado na próxima sexta-feira, dia 20 de maio, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento. Será necessário a apresentação dos documentos pessoais de identificação; a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP), para os criadores que possui; renda familiar e dados demográficos; e produção animal que deve constar a quantidade de animais, tipo de produção, tipo de complementação alimentar, produção mensal, dentre outras informações.

 

Fonte: https://conafer.org.br/